OS PULMÕES

São dois órgãos esponjosos localizados dentro da caixa torácica. O pulmão direito é dividido em 3 partes, conhecidas como lobos; o pulmão esquerdo possui 2 lobos e é menor, porque o coração está localizado desse lado do corpo.

Os pulmões foram desenhados para o processo da respiração. O ar entra nos pulmões através da traqueia, que se divide em brônquios principais, que, por sua vez, vão se dividindo múltiplas vezes até ficarem microscópicos. Por fim, os bronquíolos se conectam com estruturas que lembram pequenos sacos, também microscópicos, chamados de alvéolos.

São nos alvéolos, a partir de vasos sanguíneos muito pequenos, chamados capilares, que ocorrem as trocas gasosas. Os pulmões levam oxigênio para o interior e o gás carbônico para fora do corpo.

Ao redor deles, envolvendo a parte externa dos pulmões e a parede torácica, estão, respectivamente, as pleuras visceral e parietal, que formam as cavidades pleurais.

Similares a um saco fechado, as cavidades pleurais contêm uma pequena quantidade de líquido que evita o atrito entre os pulmões e a parede torácica, funcionando como um lubrificante. As cavidades pleurais têm pressão negativa, ou seja, funcionam como um vácuo, que mantém os pulmões cheios de ar e colados na parede do tórax. A pleura protege os pulmões e os ajuda a deslizar dentro da caixa torácica à medida que se expandem e contraem durante a respiração.

Debaixo dos pulmões, um músculo em forma de cúpula, denominado diafragma separa o tórax do abdome. Quando a pessoa respira, o diafragma se move para cima e para baixo, forçando o ar para dentro e para fora dos pulmões.

PULMÕES

O câncer de pulmão é um dos tumores mais comuns e o maior responsável pelas mortes decorrentes de câncer no mundo. Não há nenhuma dúvida de que o mais importante fator de risco para o câncer de pulmão é o fumo: mais de 90% das pessoas que desenvolvem câncer de pulmão fumam ou fumaram.

O número de anos de exposição ao fumo e o número diário de cigarros aumentam o risco do desenvolvimento do tumor. E mesmo os fumantes passivos (pessoas que ficam próximas aos fumantes), também correm risco, porém menor do que os fumantes.

Outros fatores de risco incluem poluição, exposição à radiação (como a que sofrem os trabalhadores de minas de urânio) e aos asbestos/amianto (fibras usadas como isolante térmico em alguns países).

Com muito menos freqüência, a doença pode surgir em pessoas que não se exponham de nenhuma forma a esses fatores de risco mencionados acima.

O câncer de pulmão pode começar nas células que revestem os brônquios e partes do pulmão, como os bronquíolos e alvéolos.

As células do câncer de pulmão podem entrar nos vasos linfáticos e começar a se desenvolver nos gânglios linfáticos ao redor dos brônquios e no mediastino (parte central da caixa torácica). Quando células do câncer de pulmão atingem os nódulos linfáticos, provavelmente já se disseminaram para outros órgãos do corpo.

DISSEMINAÇÃO

Agora você já sabe como os pulmões são formados e possíveis locais onde o câncer pode aparecer.

Saiba mais detalhes sobre o câncer de pulmão nos próximos posts.

Curta nossa página! Simplifique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>