ACUPUNTURA PARA ALÍVIO DA DOR ÓSSEA

dor óssea

 

Dor óssea é o tipo mais comum de dor no câncer. Metástases ósseas são comuns em cânceres avançados, particularmente em mieloma múltiplo, mama, próstata e câncer de pulmão. Estratégias atuais para aliviar a dor incluem a utilização de analgesia baseada em opióides (morfina e codeína), bisfosfonatos (ácido zoledrônico) e radioterapia. Embora os pacientes experimentem algum alívio da dor, essas intervenções podem produzir efeitos colaterais inaceitáveis que inevitavelmente afetam a qualidade de vida.

A acupuntura para alívio da dor óssea pode representar um complemento valioso para as estratégias já existentes no alívio da dor, além de ser relativamente livre de efeitos secundários prejudiciais.

Vários estudos têm documentado que a estimulação de vários pontos de acupuntura provoca sobreposição de respostas do cérebro em algumas regiões cerebrais corticais e subcorticais. Essas áreas cerebrais distribuídas estão intimamente associadas a uma matriz mais ampla da dor, que é responsável pela modulação tanto da sensação de dor como da sua percepção afetiva. Assim, acredita-se que o efeito da acupuntura sobre o sistema límbico no cérebro pode modular as respostas emocionais à dor e torná-la mais tolerável.

Em estudos clínicos, a acupuntura reduziu a quantidade de dor em pacientes com câncer. Em um estudo, a maioria dos pacientes tratados com acupuntura foi capaz de parar de tomar medicamentos para alívio da dor ou tomar doses menores. Outro sintoma comum experimentado por pacientes com câncer é a dor óssea induzida por fratura óssea espontânea, grave e difícil de controlar, pois os níveis de medicação necessários para o seu alívio geralmente são clinicamente inaceitáveis. A experiência clínica sugere que a acupuntura é eficaz nesses casos, embora não haja nenhum estudo científico publicado.

Embora a maioria dos trabalhos mostre que a acupuntura é relativamente segura de efeitos adversos graves, as características únicas da dor óssea induzida por fratura espontânea requerem uma consideração cuidadosa. A presença de hiperalgesia (sensibilidade exagerada à dor) ou alodinia (sensação dolorosa causada por estímulos que habitualmente não causam dor) como resultado da dor por fratura espontânea apresenta problemas potenciais para o acupunturista, pois os pacientes podem não tolerar o tratamento. Qualquer exacerbação da dor, mesmo sendo de curta duração, como resultado da acupuntura, pode não ser tolerável para os pacientes, que já estão sobrecarregados com dor severa e, portanto, são necessárias precauções com os pacientes com probabilidade de serem reatores fortes. Tal como acontece com todos os novos tratamentos, a acupuntura deverá ser introduzida cautelosamente de modo que as reações do paciente possam ser monitoradas. Contudo, os reatores fortes são muitas vezes bons respondedores, mesmo com um mínimo de estimulação, e, portanto, pode ser necessário somente inserir as agulhas durante um tempo muito curto para atingir a quantidade desejada de estimulação.

Converse com seu oncologista e veja se é viável a indicação para o uso de acupuntura para alívio das dores ósseas no câncer. Procure por profissionais capacitados e especializados para auxiliar na sua qualidade de vida.

Dúvidas? Simplifique! Deixe sua pergunta no espaço para comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>